Os rins assumem um papel primordial no equilíbrio interno do organismo na medida em que são responsáveis pela:

  • Filtração e excreção de substâncias tóxicas;
  • Regulação do equilíbrio hídrico;
  • Produção de determinadas hormonas;
  • Regulação da formação e reabsorção do tecido ósseo (juntamente com a vitamina D, o fósforo e o cálcio).

A Insuficiência Renal Crónica é uma patologia grave que apresenta maior incidência em animais idosos (maior frequência a partir dos 7 anos em cães e 9 anos de idade nos gatos), caracterizando-se por um dano irreversível e progressivo de toda a função renal.

Os sinais/sintomas mais comuns incluem:

  • Anorexia
  • Perda de peso e prostração
  • Aumento quer da ingestão de água quer da produção de urina
  • Vómito e/ou diarreia
  • Úlceras orais
  • Halitose
  • Desidratação

 

A gravidade desta doença prende-se com o facto de a sintomatologia só se manifestar quando aproximadamente 75% da capacidade funcional do rim está irremediavelmente comprometida. As principais causas incluem:

  • Cálculos Renais;
  • Causas Inflamatórias e Infecciosas (Leishmaniose, Pielonefrite..);
  • Substâncias Tóxicas (anticongelante..);
  • Tumores;
  • Doenças hereditárias ou congénitas (rins poliquísticos..), sendo as seguintes raças mais propensas para a doença:

 

Cães: Basenji, Beagle, Bull Terrier, Cairn Terrier, Chow Chow, Cocker Spaniel, Dobermann, Lhasa Apso, Pinscher, Pastor Alemão, Poodle, Schnauzer, Norwegian Elkhound, Rottweiler, Samoiedo, Shar Pei e Shih Tzu.

Gatos: Abissínio e Persa

 

Contudo um diagnóstico prematuro, poderá atenuar os sintomas e retardar a evolução da doença. Assim, por forma a detectar precocemente a insuficiência renal recomenda-se um rastreio periódico (análises sanguíneas e/ou ecografia), sobretudo em animais com mais de 5 anos de idade.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixar uma resposta