CUIDADOS BÁSICOS DE HIGIENE PARA O CÃO E PARA O GATO

CUIDADOS BÁSICOS DE HIGIENE PARA O CÃO E PARA O GATO

Depois da vacinação, a higiente oral é uma das prevenções mais importantes que podemos fazer aos nossos animais de estimação.

Os cuidados dentários previnem doenças, e por arrasto os custos inerente ao seu tratamento, o mau cheiro e a queda precoce de dentes. Os cuidados médico veterinários e caseiros fazem parte do plano de programa de higiene oral que todos os animais de estimação devem ter.

Existem vários métodos para promover a higiene bucodentária, sendo a escovagem diária dos dentes o método mais prático e eficaz de todos.

Não é obrigatório utilizar um pasta de dentes. Na verdade, a própria fricção da escova no dente intervém na eliminação da placa dentária, no entanto o gosto agradável do dentífrico pode facilitar a manipulação do animal e tornar este método mais agradavel ao animal.

Está contraindicado a utilização de dentífricos para humanos, pois contêm um nível de flúor que pode ser tóxico para o animal, uma vez que estes o ingerem! Para além disso, os aromas utilizados nestas pastas normalmente não são do agrado dos animais. Em relação à escova, pode utilizar-se uma escova indicada para humanos, no entando o ideal seria usar uma escova de dentes para animais, uma vez que existem escovas de humanos que são muito duras e podem causar traumas. Por outro lado as escovas veterinárias são adaptadas à conformação da boca do animal.

Para além da escovagem dos dentes existem ainda outros metodos de higiene dentária, entre eles a administração de uma ração mais dura e própria para prevenir o aparecimento do cálculo dentário, várias barrinhas e sticks dentários proprios para eliminar a placa dentária e ainda um pó que pode ser colocado na ração que ajuda na limpeza dentária e ajuda a controlar o mau hálito do animal.

Existem ainda no mercado brinquedos pensados para combater a formação de placa e tártaro, e geralmente são tão apreciados pelos cães como qualquer outro brinquedo. Não dê ao cão brinquedos abrasivos ou demasiado duros, já que estes podem desgastar demasiado ou partir os dentes.

O que deve fazer:

  • Faça visitas regulares ao Médico Veterinário para monitorizar a saúde bucodentária do seu animal, em cães adultos pelo menos uma vez por ano e no caso dos cães geriátricos duas vezes por ano;
  • Habitue o seu animal desde cedo à rotina diária da escovagem dos dentes;
  • Utilize uma pasta de dentes feita especialmente para animais de companhia;
  • Após a escovagem, recompense o animal com uma festinha, um passeio, uma brincadeira etc, para este associar a escovagem dos dentes a uma coisa boa;
  • Preserve a saúde bucodentária do seu animal, oferecendo-lhe um alimento especialmente concebidos para este efeito;
  • Destartarize o seu animal quando o médico veterinário recomendar: quanto mais adiar, mais depressa a doença periodontal evolui para uma fase irreversível.

O que não deve fazer:

  • Considerar normal o mau hálito do animal, se isso acontecer procure um Médico Veterinário;
  • Deixar evoluir a doença periodontal, quando diagnosticada;
  • Dar ossos ou espinhas para o animal mastigar, pois para além de poderem magoar as gengivas e os dentes, entre outros problemas, podem provocar obstipação do mesmo. Estes alimentos não são adequados para uma limpeza dentária.

Sinais de alerta para doenças periodontais:

  • Mau hálito – Apesar do se possa pensar não é normal os cães terem mau hálito e este é geralmente um indicador de doenças;
  • Relutância em roer ou ganir ao roer;
  • Salivação fora do normal;
  • Gengivas vermelhas ou inchadas;
  • Gengivas com sangue;
  • Dentes amarelos ou castanhos;
  • Queda de dentes;
  • Perda de apetite;
  • Qualquer outro sinal que considere anormal.

 

Qualquer dúvida que tenha ou sempre que vir um destes sintomas no seu animal consulte o seu Médico Veterinário.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta