Dirofilariose: a lombriga do coração

Classificação:

Já ouviu falar na “lombriga do coração? Sabia que estamos numa zona endémica? Como posso salvar o meu animal?

 

A ou a doença do do coração é uma doença parasitária dos cães, podendo também afetar os gatos. O responsável pela dirofilariose é um nemátodo chamado Dirofilaria imitis. Os cães são infetados por formas larvares do parasita, transmitidas pela picada de um mosquito. Através da pele e da musculatura, estas migram e penetram nos vasos sanguíneos, alojando-se, finalmente, no ventrículo direito, na artéria pulmonar e na veia cava, onde se desenvolverão até ao estado adulto, demorando este processo até cerca de 6 meses. As dirofilárias adultas podem medir entre 15 a 35 cm.

transmissão desta doença ocorre predominantemente durante os meses quentes e húmidos. Os animais que vivem no quintal/rua apresentam um risco 4 a 5 vezes maior de contraírem a doença.

Os sinais clínicos da dirofilariose, consequência das lesões causadas pelo parasita no coração e vasos sanguíneos adjacentes, aparecem vários meses após o ter sido picado.

Numa fase precoce da doença, o cão demonstra poucos sinais clínicos. Estes vão evoluindo com o tempo, sendo os iniciais perda de , cansaço e intolerância ao exercício. Seguidamente, o animal pode apresentar crónica com saída de sangue vivo e, na última fase da doença apresentam bastantes dificuldades respiratórias e podem desenvolver edema (líquido nos tecidos) ou ascite (liquido no abdómen).

Para além desta sintomatologia progressiva, a dirofilariose pode expressar-se de uma forma aguda em que o animal se apresenta ictérico (mucosas de cor amarelada), não se alimenta e há colapso cardíaco devido à localização dos vermes adultos no ventrículo direito do coração e na veia cava posterior. Nestes casos a morte pode ocorrer em dois a três dias.

Infelizmente, o prognóstico para o tratamento dos animais infectados é bastante reservado, ele consiste na remoção cirúrgica das larvas adultas e/ou na medicação que provoca a morte dos , provocando na maior parte das vezes reacções adversas (anafiláticas) ao paciente.

Desta forma a nossa grande arma contra esta doença é a prevenção.

Actualmente existem no mercado dois produtos bastante eficazes: a ivermectina e a selamectina, estes produtos actuam matando as larvas de dirofilária (microfilárias) que são transmitidas ao animal através da picada do mosquito.

Procure Hoje mesmo ajuda e aconselhamento no Hospital Veterinario EdenVet

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *