Como escolher um bom veterinário para o seu amigo dragão barbudo? A decisão de quem escolher pode ser difícil, no entanto, quando um bom veterinário é encontrado, você pode ter a certeza de que o seu réptil terá uma vida saudável pela frente.

Embora a pessoa que irá determinar se o veterinário é bom, é você, é aconselhável que saiba como lidar e cuidar de forma adequada do seu animal de estimação para que você mesmo saiba que o veterinário vai dar os melhores – se não mais – cuidados ao seu animal de estimação.

Algumas pistas que poderão ajudá-lo a decidir qual o veterinário a escolher:

– Falar com o veterinário

Veja por si mesmo a forma de manuseamento e como tratam o seu animal de estimação, em particular.

– Qual a formação do veterinário?

É sempre importante saber qual o tipo de formação e experiência do médico veterinário do seu animal. Se costuma assistir/participar em conferências sobre animais exóticos? Se está a par dos últimos estudos/artigos publicados em revistas de medicina de animais exóticos?

– Quão confortável está no manuseamento do seu dragão barbudo?

Verificar o ‘à vontade’ do veterinário na examinação do seu dragão barbudo. Se parece nervoso/assustado ou reage naturalmente a movimentos repentinos do seu animal, se é um bom ouvinte ou está desejoso de o encaminhar para a porta de saída e, se está realmente interessado em esclarecer as suas dúvidas.

– Um bom investimento na vida do seu dragão barbudo

Uma viagem ao veterinário é sempre um investimento que vai beneficiar o seu animal de estimação tanto quanto você gostaria. Uma vez que a maioria dos répteis são considerados animais que pertencem à vida selvagem, eles precisam parecer o mais saudáveis possível para não acabarem como o jantar de alguém…! No entanto, para quem não lida diariamente com estes animais, o estado de um dragão barbudo pode ser enganador –pode parecer  bem quando na realidade não está.

O estado ‘crash and burn’ associado a uma cor verde brilhante e um abanar energético da cauda pode indicar uma doença metabólica óssea, num estado bastante avançado.

Acredite ou não, os dragões barbudos podem viver até aos 15-20 anos, se devidamente cuidados. Comparativamente com a forma como o cão se torna um membro da família, um dragão barbudo – quando socializado e domesticado de forma correta – é tao inteligente e domesticável quanto um cão.

Ao fim ao cabo, a escolha de um bom veterinário resulta numa vida longa e feliz do seu dragão barbudo e na sua.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixar uma resposta